Céu limpo com poucas nuvens

Terça | 18 Setembro

26C

27

21

A não perder < voltar

Botswana: Um dos últimos redutos selvagens

27/08/2014

Botswana

Conhecido pela presença de vastas áreas naturais, onde vivem infinidade de animais em ambiente natural, o Botswana é o destino ideal para quem gosta de vida ecológica e ama os animais. É considerado um dos mais ricos santuários de vida selvagem da África.

A organização das Nações Unidas, UNESCO, incluiu, na lista de património mundial da humanidade, dois locais: o Tsodilo Hills, em 2011, e o delta do rio Okavango, em 2014.

O Tsodilo Hills, que significa ‘louvre do deserto’, fica junto à fronteira com a Namíbia. É um lugar com uma das maiores concentrações de arte rupestre do mundo. Aqui é possível encontrar-se mais de quatro mil pinturas pré-históricas.

O Delta do Okavango é considerado um dos maiores do mundo. As suas águas, provenientes de Angola, são cristalinas e espalham-se entre
vários canais e pequenas ilhas, perante a presença de crocodilos, elefantes, cachorros selvagens, búfalos e outros diversos mamíferos e pássaros.

Os amantes de aves podem praticar a ornitologia e apreciar a beleza das mais de 500 espécies. Ainda há o vasto e famoso deserto
de Kalahari, com sua biodiversidade e natureza em estado puro.

Outros locais interessantes para conhecer podem ser o Kgalagadi Tranfrontier National Park, um grande parque natural formado pela união do parque nacional Gemsbok (Botswana) e do parque Kalahari Gemsbok (África do Sul). Com uma área de mais de 30 quilómetros quadrados, é rico em fauna e flora e possuí uma grande variedade de animais como os leões de kalahari (uma espécie única), chitas, leopardos e hienas.

Há ainda herbívoros como antílopes e gnus. Existem também muitos répteis, incluindo várias cobras e aves, especialmente abutres e aves de rapina. Outras atracções surgem com os parques nacionais de Chobe, de Makgadikgadi Pans e de Nxai Pan, as reservas naturais de Moremi Game e
de Mokolodi, e o Nata Bird Sanctuary.

Em todos estes lugares é possivel ver animais no seu ambiente natural. O Chobe National Park, junto à fronteira com Zimbabwe, é ‘residência’  de uma enorme variedade de mamíferos e pássaros. É conhecida também por possuir a maior população de elefantes de África. A área de Savuti tem servido de palco para diversos documentários sobre a migração anual das zebras.

Moremi Game Reserve é uma das mais belas e variadas reservas da África com enorme população de aves e animais selvagens. Abrange aproximadamente um terço do Okavango Delta.

Oferece safáris em “Mokoros” (canoas muito rústicas, construídas por nativos locais). A melhor época para visitar esta região vai de Julho a Outubro.
Pode-se visitar as típicas cidades africanas ou as localidades coloniais.

O que comer

A cozinha do Botswana, mais conhecida como gastronomia ‘arcoíris’ por causa da influência nas receitas e refeições, é baseada por muita carne de cabra. O peixe, os mariscos e as frutas também fazem parte do cardápio de Botswana.

Onde ficar

Há boas opções de acomodações, incluindo hotéis de luxo e acampamentos. O luxuoso hotel de Gaborone oferece excelente acomodação aos seus visitantes. Possui um casino e um centro de conferências, restaurantes e bares e uma série de actividades em família repletas de diversão.

Como ir

Não há voos directos entre Luanda e Botswana. O aconselhável é fazer escalas. Primeiro na África do Sul e de seguida para o Botswana. A passagem
de ida e volta por pessoa custa cerca de mil dólares.

Comentários