Nublado

Sábado | 15 Agosto

31C

32

25

Descubra o País < voltar

Arte de Marco Kabenda

“Sair ao Mundo Sem Traje Obrigatório

08/11/2013 | Fonte: Austral, Revista de Bordo da TAAG (Novembro/Dezembro 2013)

© Revista Austral

Marco Kabenda é tido como um artista que “rompe com modelos pré-definidos na criação artística, executor de uma obra que faz apelo à liberdade e à coabitação entre diferentes realidades socioculturais”. Ele apresentou a exposição “Sair ao Mundo Sem Traje Obrigatório” – um registo das suas memórias em total liberdade de interpretação, sem vestes obrigatórias, numa convergência entre arte africana, europeia e americana.

O Centro Cultural Português, cenário da exposição, de 3 a 17 de Setembro passado, mostrava um conjunto de obras em formas figurativas e abstractas, “reproduzindo, de maneira singular, as marcas que habitam as suas memórias –Angola, com os seus povos, lugares, culturas e figuras, e reminiscências das suas passagens pela África do Sul, Alemanha, Brasil, Portugal, Espanha, Suíça, Itália e Namíbia”.

Marco Kabenda, 39 anos, nasceu em Luanda, formou-se em artes plásticas no Instituto de Formação Artística e Cultural de Angola e no Instituto de Arte e Comunicação Visual de Lisboa. Estudou graphic design na Universidade de Mindrand, África do Sul, conquistou prémios de prestígio, como o “Ensarte”, em 1996, participou em várias exposições individuais e colectivas em Luanda, Cape Town, Lisboa, entre outras cidades.

Comentários