Nublado

Sexta | 14 Dezembro

31C

32

25

Descubra o País < voltar

British Airways desvenda como a tecnologia está revolucionar as viagens de lazer

31/05/2016

Nos anos 70, o agora icónico avião da Boeing – Jumbo 747 -revolucionou o acto de viajar, tornando as viagens aéreas internacionais em massa acessíveis. Actualmente, as tendências indicam que uma segunda revolução se encontra em curso, à medida que a tecnologia altera a forma como aproveitamos as férias.

A Bristish Airways, que voa para mais de 200 destinos em quase 90 países, identificou quatro tendências influenciadas pela tecnologia, que cada vez mais moldam a maneira como os seus clientes se encontram a passar férias:

1.Sempre-ligados: Enquanto a pressão incessante de se estar constantemente disponível leva a que várias pessoas procurem destinos sem conectividade, muitas mais encontram-se a escolher férias que contribuam para o seu bem-estar físico e mental. Exemplos incluem escapadinhas de spa, retiros de yoga e ciclismo ou caminhadas.

2.Experiência melhorada: A familiaridade confortável de se ser reconhecido e de se ter as próprias necessidades antecipadas é uma das razões pelas quais a geração anterior dos pais regressa ao mesmo resort ou hotel ano após ano. Agora, o perfil digital de cada um permite que companhias aéreas, hotéis, e até restaurantes possam fornecer um atendimento ao cliente mais intuitivo.

3.Evolução constante: Em 2008, a BA foi a primeira companhia aérea a lançar uma aplicação para o iPhone. Nesse mesmo ano, tornou-se a primeira transportadora do Reino Unido a possibilitar o check-in através do telemóvel. Já em 2011, estendeu o check-in móvel a telemóveis Windows. Dois anos mais tarde, as cadernetas de bilhetes de embarque foram disponibilizadas para os utilizadores de iPhone. No ano de 2014, a aplicação móvel foi relançada, com uma funcionalidade que permitiu aos clientes efectuar e alterar reservas. No mesmo ano, tornou-se na aplicação de uma companhia aérea com melhor classificação.

4.Menos turismo, mais experiência: se o Boeing 747 encolheu o mundo para os turistas nos anos 70, a internet colocou-o nas pontas dos dedos da geração milénio. Talvez seja por esta razão que a geração da aldeia global está a trocar as férias turísticas dos seus pais para uma viagem que ofereça uma experiência de imersão-total. Geralmente, isto pode envolver trabalho comunitário voluntário ou participação em projectos de conservação.

Comentários