Pouco nublado

Domingo | 22 Outubro

25C

29

24

Descubra o País < voltar

Rio Kwanza, a força de Angola

Representante do Bié na eleição das ‘Sete Maravilhas Naturais’

05/02/2014 | Fonte: © Nova Gazeta

© Nova Gazeta

Pela sua grandeza e pela sua importância, o rio Kwanza é famoso também por dar o nome à nossa oeda. O rio é o representante do Bié na eleição das ‘Sete Maravilhas Naturais de Angola’ e tem um curso de mais de 900 quilómetros. A foz é no Oceano Atlântico, a Sul de Luanda, na Barra do Kwanza.

Dá o seu nome a duas províncias de Angola: Kwanza-Sul, na margem sul, e Kwanza-Norte na margem norte que chegou a ser o berço do antigo reino do N’dongo. Além do rio Kwanza, existem no Bié outros pontos turísticos de interesse e atracções naturais como lagoas, cascatas florestas e algumas ruínas de interesse histórico.

São exemplos de pontos turísticos, o Cristo-Rei construído pelos portugueses no centro da província, que se encontra junto ao marco do centro geográfico do país, o Forte de Silva Porto e o Forte de  Munhango, ambos monumentos seculares que aguardam por restauração.

Mas há mais monumentos e edifícios de inegável interesse histórico e turístico: a cadeia da ex-colónia Penal do Kapolo, erguida em 1958, recebia antes da independência reclusos de outras ex-colónias; o Jardim da Pouca Vergonha que deve o nome à estátua que representa uma mulher nua; as grutas paleolíticas e da Rainha de Chiconde Morro Tchimbango é o local onde se comemora, todos os anos a 13 de Maio, a lenda da aparição da Virgem aos três pastorinhos; e há as ruínas do Forte de N’Harea que foi destruído durante a guerra civil.

Outros locais que merecem as atenções turísticas começam na Lagoa do Kambadua com cerca de três quilómetros de cumprimento formada por um afluente do rio Kakuito. É propícia à pesca desportiva.
As Quedas de Mutumbo, no Chitembo, oferecem a possibilidade de deliciosos banhos, assim como as  Quedas de Lau-Lau e do rio Luando.

A Reserva Florestal de Umpulo, com uma área de mais de 4.000 km2, é uma reserva importante, por ser rica em espécies exóticas.
A Reserva Natural Integral do Luango é partilhada com Malanje e é conhecida como um paraíso de aves, devido à enorme variedade que aí existe.

Nesta reserva natural pode-se ainda encontrar a palanca negra gigante, assim como a palanca real, o songue e inhala, espécies em risco de extinção. Outros locais para se apreciar a beleza desta terra são as zonas turísticas do Songongolo e as águas termais da Chitocota e a Ilha do Kutato.

O Bié tem algumas praias fluviais das quais se destacam a Praia Verde, em Kunhinga, e a Praia Azul, no Andulo.

Gastronomia

Um dos pratos típicos é o pirão de milho ou funge de bombó com carne ou peixe do rio e feijão. A bebida local é o ualende (aguardente feita de cana-de-açúcar, batata doce, milho assado ou de frutas).

Como ir

Nos acessos rodoviários, a província dispõe de cinco linhas que a ligam ao Huambo, Kwanza-Sul, Kuando-Kubango, Malanje e Moxico.

Onde ficar

No Bié, existem poucas opções de hospedagem. Destas destacam-se alguns hotéis como o Kassoma, o Girão e o Proletário e pensões que oferecem hospedagens com alguma comodidade para os visitantes.

Comentários