Nublado

Domingo | 8 Dezembro

31C

32

25

Descubra o País < voltar

Complexo TGV

Um bilhete para a tranquilidade

21/05/2010 | Fonte: ©www.sapo.ao | Akanda

Fotos

Foto: Complexo TGV

Fotos

  • Um convite à tranquilidade. Lobito. Benguela. Foto: Complexo TGV.
  • Um convite à tranquilidade. Lobito. Benguela. Foto: Complexo TGV.
  • Um convite à tranquilidade. Lobito. Benguela. Foto: Complexo TGV.
  • Um convite à tranquilidade. Lobito. Benguela. Foto: Complexo TGV.
  • Um convite à tranquilidade. Lobito. Benguela. Foto: Complexo TGV.
  • Um convite à tranquilidade. Lobito. Benguela. Foto: Complexo TGV.

Um convite à tranquilidade. Lobito. Benguela. Foto: Complexo TGV.1 de 6

Imagine-se na esplanada de um bar junto à praia. À frente está um ecrã gigante que, nas noites mais animadas, passa videoclips. O espaço é amplo. Há mesas e recantos para quem prefere estar mais recatado. Impera a madeira e o barulho do mar. Atrás são os bungalows pré-fabricados de madeira, oriundos do Brasil, com acabamentos de luxo.

Os quartos, com lençóis de primeira qualidade, ecrã de plasma e frigorífico, são super confortáveis e estão muito bem decorados. As casas de banho têm uma pequena televisão no tecto e uma banheira de hidromassagem.

O Sapo.ao deu um pulo ao Complexo TGV, um espaço situado Lobito, anteriormente designado Gama Beach, localizado na praia junto à empresa de rent-a-car com o mesmo nome. Em 2008, os donos do Gama Beach, constituído por um jango com restaurante e geladaria e conhecido pelos seus espectáculos musicais, quiseram desfazer-se do local.

O empresário e ex-jornalista Ramiro Barreira, comprou-o, através da TGV- -Angola, de que é principal accionista, sem sequer o ter visto, confiando no conselho de Luís Morais, profissional que dirigiu o complexo durante o primeiro ano de actividade no âmbito da TGV- -Angola.

A dupla Ramiro/Luís, entretanto desfeita, trabalhou em conjunto algum tempo na requalificação de restaurantes, como foi o caso do Canecão no Kinaxixi, um restaurante de comida a peso que, segundo Luís, em dois meses passou a dar lucro.

"O espaço era alugado e os donos quando se aperceberam do aumento de clientes quiseram retomá-lo. Hoje é uma loja de tintas", diz com amargura o ex-gerente.

Amor à primeira vista

A "paixão" pelo Gama Beach foi um amor à primeira vista. Após a aquisição pela TGV, além de mudar de nome, o espaço foi remodelado, passando a dispor de uma ampla esplanada com 150 lugares sentados e 15 bungalows de luxo, 10 dos quais com jacuzzi.

No segundo semestre de 2009, arrancou a segunda fase da nova vida do empreendimento turístico. O projecto de ampliação e modernização do Complexo TGV inclui o aumento da capacidade de alojamento para 35 bungalows de madeira, a construção de um restaurante VIP coberto e de um bar com sala de jogos.

Haverá outras facilidades como um centro de negócios e eventos, composto por uma sala polivalente com capacidade para 150 pessoas e sala de reuniões, além de um fitness center. Em estudo está ainda a oferta de serviços de náutica de recreio como barcos e motas de água.

Prontos estão já 10 dos 20 bungalows previstos, bem como o restaurante VIP, uma sala climatizada com capacidade para 80 lugares mesmo junto ao mar, que será inaugurado em breve.

As delícias

Actualmente, a animação decorre na esplanada que funciona todos os dias das 9h às 24 horas e também serve refeições. A escolha é variada. Os grelhados, especialmente o peixe e o marisco, é o que sai mais, segundo o português Jorge Nunes, responsável pelo alojamento. O menu é tentador.

Dos mariscos destacam-se a lagosta suada e recheada (2500 kz) e a mariscada (7800 kz). Há caranguejo e amêijoas (700 kz) como entradas. Nos peixes destacam-se as postas de pungo (1900 kz) e os filetes (1600 kz). Há ainda choco, linguado, garoupa e bacalhau. Nas carnes, picanha, lombo, frango, espetada e a especialidade "bife à TGV". Se já está com água na boca, espere para ouvir os petiscos. Para quem prefere as refeições light (afinal estamos numa esplanada) há omeletes, pregos, tostas, hambúrgueres e saladas.

Às quintas, a esplanada oferece animadas sessões de karaoke, onde os clientes testam os seus dotes de intérprete. Aos sábados há música ao vivo com artistas convidados. "Abrimos cedo e fechamos rigorosamente à meia noite. A casa enche com uma clientela jovem proveniente das principais localidades da província, onde a oferta de diversão é relativamente escassa", esclarece Jorge Nunes.

Nas bebidas há sumos naturais, uma escolha variada de cocktails e shots e as inevitáveis caipirosca e caipirinha. Se tiver a sorte de ser servido pelo barman certo vai provar uma das melhores caipirinhas da sua vida que, entre outros segredos, leva batida de coco. Outra das atracções da esplanada é um dócil macaco de nome Joaquim que faz as delícias dos mais pequenos.

Jorge, que trocou o frio da Serra da Estrela, deixou o H2otel, um hotel de montanha em Unhais da Serra, pelos calores do Lobito optimista com o sucesso do Espaço TGV. "Não existe oferta de um espaço com as características e qualidade, mesmo em frente à praia, no Lobito", justifica. Apesar de condicionalismos próprios de um país em reconstrução, Jorge está encantado com as pessoas. "No Lobito, não há trânsito, nem problemas de segurança".

O TGV, ao contrário do que o nome indica, é um espaço de tranquilidade, avesso ao stress e às "altas velocidades".

Outras informações

O complexo TGV oferece bungalows de luxo em madeira 
e um restaurante com esplanada, junto ao mar, que à noite funciona como bar. O novo projecto, que inclui um restaurante de luxo e um centro de negócios, corre sobre carris.

Este aldeamento turístico é constituído por 36 casas, 22 suites e 14 quartos. Todos os quartos têm telefone, mini-bar, chaleira, TV LCD, casa de banho privativa e ar condicionado.

Bungalows: De 19000 kz a 28500 kz

Preço médio refeição: 5000 kz

Contactos

Morada
R. Avenida Brasil, 126 - Praia do Compão - Lobito - Benguela

Contactos
Complexo TGV
Tlf: (+244) 29 651 281; 272 226 654
Fax: (+244) 272 226 656
Email: comercial@complexoturisticolobito.com
Site: http://www.complexoturisticolobito.com/

Comentários