Nublado

Terça | 20 Agosto

31C

32

25

Descubra o País < voltar

Hotel Ilhamar Restaurante

Vista maravilhosa sobre a cidade de Luanda

27/08/2013 | Fonte: Por Luanda Nightlife | Aelitis | www.luanda-nightlife.com

Fotos

Foto: © Hotel Ilhamar

Fotos

  • Restaurante do Hotel Ilhamar Fotos: © Luanda Nightlife
  • Restaurante do Hotel Ilhamar
  • Restaurante do Hotel Ilhamar
  • Restaurante do Hotel Ilhamar
  • Restaurante do Hotel Ilhamar
  • Restaurante do Hotel Ilhamar
  • Restaurante do Hotel Ilhamar
  • Restaurante do Hotel Ilhamar
  • Restaurante do Hotel Ilhamar

Restaurante do Hotel Ilhamar Fotos: © Luanda Nightlife1 de 9

Este mês, o Luanda Nightlife foi jantar duas vezes no restaurante do Hotel Ilhamar e temos muito para contar de todos os pratos que provou.

Acolhimento
A primeira vez que fomos ao hotel, estávamos um pouco perdidos e não fomos direccionados pelo recepcionista. Calhámos no terceiro andar, onde existe de facto um restaurante, mas este é exclusivo para ocasiões especiais. Para o restaurante aberto ao público, devemos dirigir-nos directamente ao quarto andar. A segunda vez, as coisas fluíram melhor. Assim que chegámos ao Lobby, o recepcionista levantou-se, cumprimentou-nos e indicou-nos o restaurante do quarto andar. Com um sorriso.

Layout
Quando chegamos ao restaurante, deparamos com dois ambientes diferentes: o restaurante central e interior com algumas vezes e dois terraços: um com vista para o Oceano Atlântico (perfeito para ver o por do sol) e outro com vista para a Baía de Luanda e os novos prédios da Marginal. Este último terraço é maior que o anterior e tem mais mesas. É excelente para um jantar romântico – mas convém não esquecer uma roupa mais quente, pois o vento pode soprar fortemente à noite. As mesas exteriores são bonitas e elegantes. As do interior já pecam um pouco e têm um ar de refeitório, que não condiz com a procura de um espaço mais requintado. Por exemplo, a nossa mesa interior estava a cambalear, e tivemos de pedir que colocassem um suporte para que esta ficasse fixa para o conforto do nosso jantar.

As entradas (1850 – 2200kz)
A primeira vez que fomos ao restaurante, encomendámos a tempura de legumes com molho tártaro e soja e a sala de gambas, laranja e vinagrete de citrinos. A segunda vez, repetimos o pedido de salada de gambas e o wok de novilho com legumes e soja. Apreciamos a apresentação de todos os pratos que pedimos. Quanto ao sabor, a tempura estava boa, mas o molho de soja tinha um gosto um pouco amargo, que não é habitual. Das duas vezes que lá fomos, achámos a salada de gambas absolutamente fenomenal. A combinação agridoce das gambas grelhadas com a fruta (não havia apenas laranja, como consta do menu: o prato veio igualmente com maçã, ananás e tomate laminados) estava divina. O wok de novilho partiu de uma boa ideia e os sabores estavam bons, especialmente os legumes. Infelizmente, não apreciamos o corte da carne que tinha bastante gordura e nervosidades e deixamo-la quase intacta no prato.

Os pratos principais (2000 – 3750kz)
As duas vezes, encomendámos o atum fresco grelhado com arroz de ginguba (amendoins) e soja e o naco de novilho com molho de alho, salada de repolho com bacon e chips de batata-doce. A carne estava perfeita, exactamente como a pedimos. Quantos aos acompanhamentos, a primeira vez, estão óptimos (os chips estavam crocantes), assim como o molho estava no ponto. A segunda vez, considerámos que ambos os chips de batata-doce e a salada de repolho e bacon estavam meios ensopados de gordura. Quanto ao atum, estava temperado e grelhado na perfeição. A cebola salteada no topo estava boa e achámos o arroz com ginguba ousado e gostoso, apesar de que a ginguba possa encobrir um pouco demais o sabor do arroz. No seu todo, achámos que o chef tinha óptimas ideias, era inovador e tinha mestria da sua arte de cozinhar. O seu sentido criativo estava depositado em cada um dos pratos que nos foi proporcionado, tanto nas cores quanto na apresentação que cada um contemplava.

As bebidas
Pedimos um sumo de maracujá natural (estava bom) e vinho branco. Pedimos um vinho branco doce, mas obtivemos um com um gosto final meio que amargo, o Planalto. Não apreciámos muito.

As sobremesas (1000kz)
Pedimos primeiro a torta de laranja fofa, mas não tinham. Encomendámos então o crepe com fruta fresca e gelado. Gostámos da apresentação, mas o crepe, que estava um pouco farinhento, não estava do nosso agrado.

Atendimento
A primeira vez que fomos, esperámos bastante tempo, primeiro pelas bebidas (cerca de 20 minutos) e depois pela comida. Das duas vezes, o restaurante estava vazio, com poucos clientes e tínhamos vários empregados dedicados exclusivamente à nossa mesa. Achámos que eram bastante atenciosos e mostravam que, mesmo nos seus actos um pouco desajeitados, tinham tido formação. É difícil encontrar um bom atendimento em Luanda. Por esta mesma razão, damos ao restaurante nota alta pelos esforços empreendidos neste sentido.

A reter
• A concepção, a apresentação e o sabor da comida
• A gentileza dos empregados
• O Hotel Ilhamar tem um parking privado com segurança. E é gratuito.

A melhorar
• O tempo de espera quanto às bebidas e comida
• A limpeza da loiça: quando pedimos um chá, a chávena tinha duas formigas mortas… tivemos de pedir consequentemente uma nova chávena.

Preços
Para duas entradas, dois pratos principais, uma garrafa de vinho e outra de água, um chá e uma sobremesa, pagámos cerca de 17 mil Kwanzas. Achámos um pouco excessivo para o tipo de lugar que é, mas pela comida, achámos que valia a pena.

Porque voltaríamos ao restaurante
Pela comida e, claro, pela vista maravilhosa. Temos Luanda vestida da sua melhor roupa quando a vemos a partir do terraço do Hotel Ilhamar.

Contactos

Morada
R. Murtala Mohamed (Sector Lello, pelo desvio para ‘Acesso Local’ à direira após passar o Hotel Panorama) - Ilha de Luanda - Luanda

Contactos

Tlf: +244 938814026 | 222 309 603

Comentários